Vestes Brancas: A Cor e a Simbologia Espiritual

Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo no Mundo - Os Tocoistas - Anciãos Conselheiros da Direcção Central

Qual é a simbologia da vestimenta branca usada pelos Tocoistas nas actividades litúrgicas? A comunicação é mais do que discurso, pois se dá no nível verbal e não-verbal. A roupa, de certa forma, revela a pessoa que a veste. Realmente, ao entrar num hospital, intui-se, quase que automaticamente, que alguém vestido de uma bata branca é um médico (ou enfermeiro). Além disso, torna-se fácil identificar uma noiva em uma festa pelo seu traje. Desta forma, descobrimos que a vestimenta não só reveste um indivíduo como também o caracteriza de alguma forma. Aliás, esta é a definição encontrada no dicionário para veste: “peça de roupa, em geral aquela que reveste exteriormente o indivíduo e, em menor ou maior grau, o caracteriza

Lembrar também os vestuários de certas profissões, como a beca do magistrado, ou o gorro do cozinheiro, o fardamento do agente da polícia, portanto, os caracteriza perfeitamente.

As dimensões do vestuário

As roupas têm, pois, uma dimensão simbólica que ultrapassa sua mera utilidade prática. Mais do que cobrir e proteger o corpo, elas revelam a situação, o estilo e a mentalidade de quem as veste. Assim, por exemplo, o branco do vestido nupcial representa a virgindade da donzela, e a riqueza dos seus adereços visa realçar a importância do compromisso matrimonial, abençoado por Deus. O branco é referenciado em várias passagens bíblicas, em contextos com certa semelhança entre si, como se pode observar nas passagens que se seguem:

a) Representam a pureza (Isaías 1:18; Apocalipse 3:18; 19:8);

b) Identificam os salvos (Apocalipse 7:9-17; 3:5; 19:14);

c) Espelha a glória e santidade divinas (Mateus 17:2; Marcos 9:3);

d) Constitui o aspecto com que os anjos sempre se apresentam (Mateus 28:3; João 20:12; Actos 1:10).

Ao revestir-se da alva, o crente não só se coloca diante do símbolo de glória e santidade de Deus, mas também lhe remete ao desejo e invocação permanente e consciente da santificação: ”Purificai-me, ó Senhor, e limpai meu coração para que, purificado pelo sangue do Cordeiro, possa eu gozar da felicidade eterna”.

Essa oração alude à passagem do Apocalipse: os 144 mil eleitos “lavaram as suas vestes e as alvejaram no sangue do Cordeiro” (Apocalipse 7, 14). Lembra também o vestido festivo que o pai deu ao filho pródigo, quando este voltou sujo e andrajoso à casa paterna, bem como a veste de luz recebida no baptismo. Tudo na Liturgia da Igreja é rico em simbolismo. Branco e verde. O branco simboliza a pureza, santidade e glória, já o verde, sinal da virtude do Espírito Santo sobre a humanidade e esperança por um futuro melhor.

Post navigation

Deixe uma resposta

Product added to cart
pt_AOPT_AO